google-site-verification=8qjrNqi8SFGfSzDgOAvyHUfOhpwnm__9ebS4vE60vlA 06.01.2016 (boletos falsos IPVA) | mpcon

Notícias Gerais 06.01.2016

Cuidado com os boletos falsos de IPVA

Motoristas recebem cartas com código de barras para pagamento do imposto, mas é fraude

Todo começo de ano, muitos consumidores usam o Reclame AQUI para tentar resolver problemas para pagar o IPVA, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. Mas uma situação que preocupa muito nessa época são os boletos falsos enviados a motoristas que acabam vítimas de fraudadores.

 

Em uma reportagem do G1, o presidente da Associação das Autoescolas de Campinas, Oswaldo Redaelli Filho, dá dicas para identificar a diferença entre as duas cobranças e escapar das quadrilhas.

 

Boleto, jamais!

"O que você vai diferenciar da guia correta é realmente o código de barras (...). Nós observamos que o código de barras começa com o mesmo número, termina com o mesmo número, porém no meio tem uma numeração diferente", explica.

Ele ressalta que outra diferença importante é que o IPVA não é pago na forma de boleto, como acontece nos casos de fraude.

 

O que é recebido pelos proprietários é apenas um lembrete do pagamento, que deve ser feito diretamente no banco, como reforça a Secretaria da Fazenda:

 

''O aviso (...) não é boleto nem guia de pagamento e traz informações sobre o valor do imposto. A quitação deverá ser feita respeitando o calendário, de acordo com a placa do veículo.''

 

Pague pelo banco

O proprietário deve se dirigir ao banco com o documento do veículo, de acordo com o especialista. "Lá eles vão pegar o número do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) com o número da placa do veículo e assim fazer o pagamento de acordo com o que o proprietário optar", explica. O IPVA pode ser pago em cota única ou parcelado.

 

Para quem já realizou o pagamento indevido, é preciso fazer um registro de Boletim de Ocorrência e pagar, novamente, desta vez da forma correta, o imposto sobre o veículo.

 

Boatos pelo whatsapp

 

No Mato Grosso do Sul, um boato se espalhou pelo whatsapp sobre um possível boleto falso enviado aois contribuintes. No entanto, o governo local disse que os boletos são verdadeiros.

 

De acordo com o Superintendente da Gestão da Informação, Alessandro Menezes, os documentos estão sendo emitidos em preto e branco como medida de contenção de despesas. Menezes ressalta que os carnês começaram a chegar na última segunda-feira, dia 30 de dezembro, às residências dos proprietários, uma vez que a operação de entrega teve início na semana passada.

 

Se você recebeu um boleto suspeito, mande para o Reclame AQUI, conte sua história e ajude outros brasileiros e escaparem desse golpe.

Fonte: G1 / Agora News e Reclame Aqui

Revista MPCON

Redes Sociais